sábado, 29 de setembro de 2012

Novas espaços e tempos de aprender

A relação cronotopia e exótica na interação das redes sociais.


O espaço e o tempo são categorias essenciais para a localização do sujeito no seu lugar de discurso e prática de enunciação. Neste contexto, Bakhtin (2000) considera nessa relação a figura do sujeito que, por sua vez, encontra-se situado em determinada cronotopia.
Assim, busca-se encontrar um ponto de encontro entre o lugar de fala e o espaço do sujeito social e discursivo que se pronuncia na rede social, neste caso especifico no Weblog.
Toma-se como sujeitos desse ensaio os utilizadores de site de redes, no qual o lugar de fala do outro é importante para que seja situado o enunciador. Dizendo de outro modo, o que o interagente pensa a respeito do outro a 
partir das fronteiras estabelecidas entre ambos. De um lado, o enunciador que, de seu lugar sócio-temporal enseja que o outro seja demovido de seu espaço tempo e  adira à proposição presente no enunciado.
No conjunto de conceito-chave de Bakhtin a cronotopia e a exotopia compõem o cenário dialógico permitido pela interação nas redes sociais. Com isso, o enunciador se mostrar sujeito da enunciação apor meio de uma linguagem que o situa na fronteira social. Ver o outro conforme seu lugar de cultura e fala é, de acordo com Bakhtin (2000) permitir ao outro o rompimento da fronteira que os separam. 
Na medida em que isso acontece, o processo exotópico ganha espaço e faz com que sejam articuladas e reconhecidas identidades e alteridades em meio a tanto outros contextos.

Um comentário:

amaury disse...

Gostei muito do texto professor, é muito interessante como as novas tecnologias invadem todos os setores da sociedade, modificando de forma bem veloz a vida das pessoas.