quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

ESCREVER E VESTIR É UMA QUESTÃO DE ESTILO

Tem quem diga que cada sujeito, a sua maneira de ser e estar; de acordo com o contexto no qual atua e produz ações de linguagem como se estivesse usando uma roupa de alta costura ou não. No que diz respeito à escrita, existem os estilistas da língua que, tomando as regras da língua as transformam em elementos essenciais para a construção de uma boa comunicação, alta costura!? Por outro lado, aqueles que trabalham no campo da moda, estilistas. Estes, por sua vez, colocam suas intuições a serviços da criação de peças de roupas que, mesmo sendo esquisitas e até consideradas inapropriadas em determinados contextos, às vezes, as vemos usadas no cotidiano, estão nas ruas.
Diante dessa questão é interessante dizer que se evidencia um problema filosófico: a Estética. Filósofos sempre discordaram a respeito desse conceito, até porque a beleza e o belo são de inteira responsabilidade daquele que ver, observa o que lhe é apresentado em dado contexto a partir de suas referências.
Escrever tem sido ao longo dos tempos, considerado uma arte e, portanto, estava reservado aos gênios e artistas da língua. Entretanto, a sociedade contemporânea tem possibilitado várias formas de manifestação de pensamento por meio das atividades de linguagens, sejam elas orais ou escritas. Lembrando sempre que a comunicação escrita é a que permanece como ponto central da sociedade, mas tem sua articulação baseada na beleza da vestimenta oralidade.
Desse lugar, escrever através das tecnologias digitais vem se constituindo um novo modo maneira de se repensar a ideia de belas letras. Acontece que, sites de relacionamentos são colocados no ar, permitindo a todos aqueles que navegam no ambiente digital, produzir suas próprias roupas através dos fios livres que as linguagens digitais permitem às ousadias.
Nesse contexto cabe a cada um, escolher quais são as melhores maneiras de escrever e se vestir, uma vez que estão à disposição vários recursos linguísticos e estilísticos a todos que, podem se vestirem conforme a alta costura da comunicação escrita, formal ou podem se valer de costura iconoclasta. Sugere-se então que, todas as formas de escrever e vestir são válidas e, certamente, tem sua beleza e respaldo de sua comunidade.

6 comentários:

Mare Duarte disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mare Duarte disse...

Belíssimo texto;como já dizia Albert Camus:"Os que escrevem com clareza têm leitores, os que escrevem de maneira obscura têm comentaristas."
"Escrever é uma maneira de falar sem sermos interrompidos."

Anônimo disse...

Mare, o prof tem um estilo de escrever (vestir-se) com palavras que o faz elegante e, por isso, tem leitores que, observam suas escritas como as roupas que o veste com elegância.

Mare Duarte disse...

Ooooh...! rsrs,gostei do comentário.Porém não gostei do anonimato.Enquanto a mim descobri que não sou nem tanto de fazer,muito menos de falar,o meu negócio mesmo é escrever[...]

diário de formação disse...

Olhares sorridentes

O amor fugiu da minha vida
Deixou minha alma em depressão
Nunca vou sonhar montanhas azuis
Flores de amor, luar para amar

A tua porta
Ficou distante e triste
A tua lembrança
É um fantasma agonizante

Mas não consigo não sonhar
Não lembrar da sua alma
Tão brilhante e luminosa
Como um raio de luar

Como noites estreladas
Frescas e alegres
De música e aventuras mil!
Correndo pelas ruas entre luzes
E olhares sorridentes

Hoje sozinha estou
Parada no meio da rua, solitária
E você sozinho na sua escuridão
Envolto no meu semblante
E chorando dores de prisão

Vou tentar romper a porta do silêncio
Quebrar a ausência que sentimos
Meu mundo precisa do teu
E juntos venceremos o relógio do tédio
E seremos como romance antigo
Um casal de loucos de amores
E felizes loucos de hospício
E contentes por não parecer normais

Vamos bailar, sem música
Brincar sem brinquedos inocentemente
Amar sem suspense e terrorismos
Estando no céu azul

E essa rosa eternamente
Será nosso recanto
No dia-a-dia do sonho dentro da realidade
E da imaginação na vida humana.

diário de formação disse...

Por isto tudo mandei minha poesia para expressar um olhar mais romântico de escever!