terça-feira, 3 de agosto de 2010

Assim penso, assim escrevo!

Tudo que não aprendi não digo,
mas quando falo me coloco à
aprendizagem das vivências
que a vida me oferece.

2 comentários:

Anônimo disse...

Adorei o poema.

Iara Diane disse...

Gostei...