quarta-feira, 29 de julho de 2009

TEXTO RECEPTIVO À POETISA MÔNICA FERNANDES

POETAS

REUNIDOS NA IMENSIDÃO DA VIDA
CONSTROEM E DISTROEM ALMAS,
MACHUCAM CORAÇÕES COM PALAVRAS
DIÁFANAS E PUERIS QUE CORTAM
PEITOS FEITO FACAS.

SOLITÁRIOS AMAM MAIS
E ODEIAM EM DEMASIA
A SI E AOS DEMAIS...

JUNTOS DESGOTAM E GOSTAM
DA VIDA QUE LEVAM;
A NOITE, ENTRE PALAVRAS E MEDOS
MARCAM O PAPEL COM A TINTA DOS DESEJOS
AINDA NO DEVIR...

ISOLADOS MORREM NA PLÂIDE
DE ESQUECIDOS NAS ESTANTES
ENTRE PALAVRAS EMPOEIRADAS,
DITAS NA PENUMBRA DE SEREM
SIMPLES SÓS.

24 DE JULHO 2009,
UNEB – DCHT – CAMPUS XVI - IRECÊ

5 comentários:

Patty Maionese disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Patty Maionese disse...

Os poetas são seres perigosos deviam ser presos... são um risco as emoções!!!!!!!! rsrsrssrs

Anônimo disse...

Patty, tem razão.Acho que Rob é um mentiroso que acerta em cheio nas nossas emoções com suas palavras cortantes. Esses seres são um mal necessário a nós, pessoas sensíveis e que amamos... bjs mentiroso!

Anônimo disse...

Perigosos... Esses caras são "biladen" das palavras, com as quais detonam nossos carações e emoções. Mas gosto deles.

Najhara Alves disse...

Quem disse que os poetas não têm poder? Nesse poema você descreveu o que um poeta é capaz de fazer no desenhar das palavras.
Não concordo com Patty Maionese não pq quem deve ser preso são os que não entendem as palavras escritas pelos poetas.○○○