quinta-feira, 22 de outubro de 2009

SURTO


 

Queria viver num mundo

Que apaixonasse como

A luz do dia impulsiona

A flor a ter perfume

Mesmo nascida no munturo.


 

Queria amar como as mães

Amam incondicionalmente suas crias,

Acordando manhãs frias.


 

22 de outubro de 2009.

Robério Pereira Barreto


 


 

2 comentários:

Lilian disse...

Adorei...

gildete disse...

Você é demais!!!! Adorei ler o que você escreveu.