segunda-feira, 19 de outubro de 2009

DUPLO QUERER

No desejo de tê-la

E no espaço nós

Nossos corpos e olhares

Esmagam-nos no querer...



Nossas bocas a distâncias

Devoram-se com a volúpia

Da escuridão que, voluptuosamente

Envolve no manto da noite

Os raios do dia.



18 de outubro de 2009, 22h



Robério Pereira Barreto

3 comentários:

Inveja boa disse...

Os raios do sol sutilmente podem tomar o lugar da noite, pois é nela que os desejos se afloram...porém é na manhã que a realidade se torna firme...

Nada nem ninguém mudar isso quando apenas o sonho vive.

rejane tach

Patty Maionese disse...

Gostei!

Anônimo disse...

Quem será essa tua musa inspiradora, imaginar-me-ei como ela, pois no desejo de tê-lo, imagino-me em teus braços.